Fusões Impossíveis

NEM SEMPRE UMA FUSÃO POSSÍVEL

De + o = do   e   de + a = da, assim como de + ele = dele    e de + ela = dela.

Isto nem sempre é possível dentro da estrututa da oração. O caprichoso sujeito não admite vir preposicionado ou acompanhado de pronome, em alguns casos. Vejam os exemplos:

É hora do carro partir. Errado.

É hora de o carro partir. Correto.

A razão disto é que “o carro” é o sujeito da oração.

Apesar do diretor ter ficado aqui, nada foi feito. Errado.

Apesar de o diretor ter ficado aqui, nada foi feito. Correto.

O sujeito da oração é “o diretor”.

Na hora de redigir o texto, deve-se prestar atenção que o termo anterior é regido por preposição: é hora de, apesar de, a maneira de, depende de e assim por diante.

Esta fusão também é impossível quando o pronome iniciar o sujeito da oração. Exemplo:

Isto não depende dele querer. Errado.

Isto não depende de ele querer. Correto.

Perceba que o sujeito da oração é “ele querer”.

Comentem e enviem suas dúvidas!

Professor José Maria Cavalcanti

Anúncios