ANO NOVO NO ALTO

UM INÍCIO DE ANO ENTRE OS PLÁTANOS E AS HORTÊNCIAS


Enquanto todos se agitavam para passar a entrada do Ano Novo nas muitas praias do Litoral Norte e Litoral Sul de São Paulo: Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião, Guarujá, Santos e outras mais, peguei o caminho da serra. Talvez um pouco preocupado com o terrível trânsito para descer a Rodovia dos Tamoios, que sempre congestiona nesse período.

O local escolhido desta vez foi a paradisíaca cidade serrana de Campos do Jordão, que está encravada na Serra da Mantiqueira – quase 1700 metros de altura. Acertei meu GPS, ganhado há pouco de uma grande amiga, e seguimos as orientações de nosso novo brinquedinho eletrônico. Uma maravilha de viagem nos concede o aparelhinho, pois foi nos direcionando na estrada (embora já seja nossa velha conhecida), além de indicar bem antes os pontos dos vários controles de velocidade móveis e fixos do caminho. Logo começamos a subir a Rodovia Estadual 123. Nas suas várias curvas, podíamos apreciar a linda paisagem e sentir o clima fresquinho que íamos pegar lá em cima.

Depois de passar pelo belo portal da cidade, começou o desfile dos plátanos e das hortências pelos dois lados da linda alameda. Só não estava mais linda porque as famosas folhas douradas das belas espécies canadenses ficam mais bonitas no outono, quando suas folhas ficam amarelas e logo depois caem no solo, anunciando a chegada do inverno na região serrana. Já as hortências estavam no seu apogeu, pois elas começam a embelezar Campos no mês de setembro e só perdem o seu encanto no início de fevereiro.

Fomos entrando na cidade pela Vila Abernéssia, depois Vila Jaguaribe e finalmente chegamos ao centro turístico, em Capivari. Checávamos a todo tempo se o aparato tecnológico cometeria ou não algum errinho, mas, que nada, nos levou diretamente para nosso hotel, no Recanto Feliz, até então um local desconhecido, na direção do Horto Florestal.

Chegamos, nos instalamos e já saímos para garantir as reservas no Restaurante Vila Chã, que fica em plena praça principal da cidade, local onde todos se aglomeram todos os anos para ver a queima dos fogos.

O jantar começou a ser servido às 22:00, mas só chegamos uma hora depois, sem querer acelerar os acontecimentos. O jantar foi magnífico, com entradas, pratos principais e sobremesas típicas. Faltando um pouquinho para a passagem do ano, saímos para a praça de Capivari e ali todos se concentravam, anciosos com a chegada de 2011. O show pirotécnico iniciou com aplausos e terminou com uma linda salva de palmas dada por todos os presentes. Foi um espetáculo de 12 minutos que pareceram intermináveis.

A noite foi perfeita, cheia de paz, alegria e muita confraternização, acompanhados pelas amigas Ana Cristina e Mara. Após a belíssima entrada do Ano Novo, retornamos para nosso cantinho, felizes, na certeza que ainda teríamos mais dois dias para curtir a bela Montanha Magnífica.

Autor: José Maria Cavalcanti

Anúncios