Para mim e para eu

QUANDO FAZER O USO CORRETO DE “PARA MIM” E “PARA EU”

Vamos explicar com exemplos, pois assim fica bem mais fácil captar a aplicação correta:

1 – Para mim, tudo já estava acabado há muito tempo;

2 – O balconista entregou o presente para mim; e

3 – Ela trouxe o trabalho para eu fazer.

Os três exemplos acima estão corretos. As duas primeiras são idênticas, apenas o “para mim” está deslocado, na primeira setença, da posição natural dentro da estrutura da oração. O pronome MIM vem no final da oração (segundo exemplo), diferente do pronome reto EU, que figura como sujeito da terceira oração.

Então é errado dizer:

1 – Veio o serviço todo para mim trabalhar;

2 – Prá mim sair daqui, vai demorar um tempão; e

3 – O patrão falou prá mim fornecer o material pedido pelo cliente.

 

Nos três exemplos acima, observamos o uso indevido do pronome MIM, que não deve estar antes de verbo no infinitivo (trabalhar, sair, fornecer), devendo aparecer apenas como um complemento verbal, normalmente no final das orações.

Não se esqueça que o MIM é inimigo de VERBO. Eles odeiam viver um ao lado do outro.

Professor José Maria Cavalcanti

Se você gostou da aula, deixe um COMENTÁRIO!

Clique aqui: https://bollog.wordpress.com/2011/03/20/para-mim-e-para-eu/#comments

Anúncios