Cidadãos Conscientes

QUINZE DE NOVEMBRO – HORA DE PENSAR

Enquanto o Brasil se esforça para se livrar dos números negativos das estatísticas mundiais, que ainda aponta um número elevado de analfabetos, outra preocupação surge com respeito aos quantitativos dos analfabetos funcionais. Aqueles que conseguem decodificar os símbolos, mas pouco compreendem daquilo que leem. Isto é percebido nos vestibulares de acesso às universidades e nas provas do ENEM, quando muitos jovens tiram conclusões erradas sobre o tema da redação e escrevem verdadeiras barbaridades, ao fugirem da temática proposta, que se encontra bem diante do nariz.

O bom hábito de ler para compreender melhor permite que o leitor faça raciocínios lógicos e reflita sobre determinado assunto, podendo assim tirar conclusões e se armar de argumentos para interagir em sua área de atuação ou mesmo no debate de temas que o afeta direta ou indiretamente.  Só assim é que se pode estar consciente de sua realidade, podendo lutar por seus direitos e não permitir discriminações ou desigualdades sociais.

Em 1889, um grupo de cidadãos conscientes lutaram para tornar o Brasil na hoje República Federativa, destituindo a monarquia portuguesa do poder. Um ano antes, um grande avanço havia sido dado – a libertação dos escravos -, também uma pauta dos republicanos que almejavam ter uma nação de homens livres. Mesmo desagradando as oligarquias formadas pelos grandes fazendeiros do Nordeste e do Sul, que eram aliadas da realeza, nada conseguiu impedir estes grandes avanços.

Um cidadão consciente é a ferramenta essencial de conquistas sociais, políticas e econômicas para uma nação.

Autor José Maria Cavalcanti

Qual a sua opinião sobre o dia 15 de novembro? Faça seu COMENTÁRIO!

Clique aqui:  https://bollog.wordpress.com/2011/11/16/cidadaos-conscientes/#comments

 

Rolando Boldrin – Desabafo

Anúncios