Mazzaropi

mazzaropi2012selo1Selo Comemorativo dos Correios

tapetevermelho

MAZZAROPI – RISOS E ALEGRIA

TAPETE VERMELHO PARA ELE

Filme Tapete Vermelho, direção de Luiz Alberto Pereira

100 ANOS – HOMENAGEM

O filme Tapete Vermelho tem exatamente 100 minutos de muita sensibilidade, graça, encanto e magia, ainda mais com as atuações brilhantes de Matheus Nachtergaele e Gorete Milagres, que formam par, dando vida aos personagens principais da trama.

O filme é terno e envolvente, uma pintura que reluz como um Oscar póstumo para homenagear o trabalho ímpar deste grande artista e cineasta brasileiro.

Nachtergaele, com seu costumeiro talento, reproduz à perfeição o andar, a fala e os trejeitos caipiras do Jeca Tatu (criação de Monteiro Lobato), aquela mesma figura emblemática que Mazzaropi interpretou tão bem em seus trinta e dois filmes, nos quais expressavam o viver, os mitos e as crendices da cultura popular.

Milagres opera também seu personagem com brilhantismo.

Uma produção ímpar, repleta de grandes atores, tais como: Paulo Goulart, Cássia Kiss, Ailton Graça, Débora Duboc, Rosi Campos, Paulo Betti e Jackson Antunes, enfim, uma verdadeira obra-prima.

O título soa como uma exigência pelo tapete vermelho, um sonoro reclame ao não reconhecimento de tudo o que representa a obra de Mazzaropi para a história do cinema brasileiro.

Seu legado merece sim ser reconhecido e recebido pela intelectualidade com a mais linda passarela escarlate.

Obrigado, Amácio Mazzaropi, por engrandecer a cultura de nosso país. Saiba que você sempre será “nosso adorável caipira”!

Autor José Maria Cavalcanti

Anúncios