Arquivo de Tag: se dar conta

Noite de Natal

    POR UM MOMENTO   A gente nem desconfia o quanto de saudade pode causar uma ausência. Ali na parede, agora nua, ficou de resto só o contorno da moldura. Marca do… Continuar lendo

Naldinho e Lurdinha

        O PODER DA DAMA   A praça passou a ser um local prazeroso para a prática do xadrez nos fins de semana com os amigos. Além de se exercitar,… Continuar lendo

Bem-me-quer

BEM-ME-QUER OU MALMEQUER? Parecia que todas as dúvidas do mundo de pronto povoaram sua cabeça. E aquela ansiedade desmedida devorava tudo lá por dentro. Roubava-lhe o sossego, vindo a pôr descompasso no seu… Continuar lendo

Conto Potiguar

SALTO AO PÔR DO SOL Aquela bela imagem de 1972, agora digitalizada, parecia eternizar-se na tela do PC. Sem muito esforço, reconheço o menino descalço a percorrer a velha rua dos trilhos, com… Continuar lendo

Amizade

BONS AMIGOS Morreu Nezinho. Como não era beato, não foi anunciado no boca de ferro, e o sino da igreja não repicou como era de costume. Se bem que não fora encontrado de… Continuar lendo

Soledad

SOLEDAD Franco Rinaldi estava com a cabeça confusa e o coração atribulado. Após caminhar sem rumo pelas imediações da Avenida Paulista, percebeu chegar numa praça bem ornamentada. Sentindo-se sufocado, soltou o nó da… Continuar lendo

Questão de Matemática

DEU A LOUCA NO NALDINHO Os primeiros minutos daquela madrugada foram de susto. Naldinho, sem se dar conta se Lurdinha estaria ou não acordada, foi logo mandando essa: – Lurdinha, acho que tô… Continuar lendo

Canto da Manhã

CANTAR DE GALO Por entre os galhos dos frondosos sapotizeiros do quintal, um sol reluzente começava a despontar, embelezando a linda manhã primaveril, dando a ela luz e cor típicas do Seridó. No… Continuar lendo

Amor

UM MENINO ESPECIAL O galo cantou mais cedo ou o sono estava mais leve. Lena, ao despertar, esticou o olhar pela janela que ficara aberta para ver se entraria um ventinho. Percebeu que… Continuar lendo

Alfaiate de Mão-Cheia

ALFAIATE DOS ANJOS – Dudé, por favor, traga aqueles forros e enchimentos novos para perto da pedaleira da máquina de costura. – Disse Afonso com toda educação. Aquele humilde senhor trabalhava como um… Continuar lendo