Festa Cristã

natchristmas

O SENTIDO DO NATAL

É NATAL

E

ntão É Natal

Simone

Então é Natal, e o que você fez?

O ano termina e nasce outra vez

Então é Natal, a festa Cristã

Do velho e do novo, do amor como um todo

Então bom Natal e um ano novo também

Que seja feliz quem souber o que é o bem

Então é Natal, pro enfermo e pro são

Pro rico e pro pobre, num só coração

Então bom Natal, pro branco e pro negro

Amarelo e vermelho, pra paz afinal

Então bom Natal e um ano novo também

Que seja feliz quem souber o que é o bem

Então é Natal, o que a gente fez?

O ano termina, e começa outra vez

Então é Natal, a festa Cristã

Do velho e do novo, o amor como um todo

Então bom Natal e um ano novo também

Que seja feliz quem, souber o que é o bem

Então é Natal, e o que você fez?

O ano termina e nasce outra vez

É Natal, é Natal, é Natal!

A letra desta linda melodia nos leva à reflexão. Ela inicia com uma indagação: “É Natal, o que você fez? O ano termina e nasce outra vez.”.

Alguns poderão pensar em cobrança, mas na verdade é o estímulo com intuito de nos levar ao aperfeiçoamento e melhorar a maneira como estamos vivendo. A pergunta nos leva a fazer um balancete dos nossos atos, os prós e contras de tudo, uma espécie de prestação de contas anual.

As empresas têm este saudável hábito para ter um parecer técnico sobre o real quadro financeiro de determinada atividade econômica. De posse dos números, agem onde há falhas. De um lado, coloca-se o que positivo; e, do outro, as contrapartidas.

Na nossa vida não deveria ser muito diferente. Por que não adotar a mesma técnica para termos um diagnóstico preciso sobre onde devemos investir mais ou quais as fragilidades de algumas ações? Esta prática nos levaria ao sucesso, com certeza!

Aproveitar o fim do maior ciclo de nossas vidas, que é o ano.

“Então é Natal, a festa Cristã”.

Muitas vezes esquecemos o verdadeiro sentido desta festa. Ele tem como objetivo festejar o nascimento de Cristo, o maior presente de Deus para a humanidade. Deus presenteou a nós seu único filho. Que se deu na cruz para nos salvar, remir todas nossas culpas.

“Do velho e do novo, do amor como um todo”.

A vida, assim como tudo, tem seu ciclo. Algumas coisas estão acabando sua vitalidade, enquanto outras estão começando. Será sempre assim, continuamente. À medida que o tempo passa, envelhecemos, e parece que o tempo está contra nós, mas na verdade ele nos ensina a aproveitar melhor a vida, cada fase, cada momento.

“Então Bom Natal, e um Ano Novo também/Que seja feliz quem souber o que é o bem”.

Fazer o bem é algo muito gratificante. Pequenos atos, como comprar presentes para distribuir para crianças carentes; fazer uma limpa no guarda-roupa para repartir peças para necessitados; doar cobertores ou sopa no frio para os sem-teto ou desabrigados das enchentes, e assim por diante.

Quando sentimos a necessidade do outro, estamos nos agigantando por dentro. É isso que faz sentido ser um cristão. Ele veio ao mundo para se doar, e nós devemos ser bondosos com aqueles que tiveram menos oportunidades e fizeram escolhas ruins.

Tais atitudes nos dão muitas alegrias que são multiplicadas no colhimento não só de um Feliz Natal, mas também de um Feliz Ano Novo.

“Então é Natal, pro enfermo e pro são/Pro rico e pro pobre, num só coração/Então bom Natal, pro branco e pro negro/Amarelo e vermelho, pra paz afinal/ Então bom Natal e um Ano Novo também/Que seja feliz quem souber o que é bem”.

Sim, é Natal pra todos, não importa a situação financeira, a origem ou a cor da pele, Cristo não é só para os judeus, a graça de Deus foi estendida para todos os povos.

Muitas famílias adoram montar em suas casas o presépio, que é uma representação do nascimento de Jesus Cristo. Hoje o Papai Noel, com seu trenó e renas, está bem vinculado a tradição do Natal, assim como a árvore, com bolas e pisca-pisca, que também ajuda a adornar lindamente a sala, mas não devemos perder de vista o verdadeiro sentido da festa do Natal.

Autor – José Maria Cavalcanti

Anúncios